Rally dos Sertões – Can-Am busca pentacampeonato da categoria UTVs

A bordo dos veículos Maverick X3, marca canadense acelera com força máxima na edição de 25 anos do evento; Largada será neste domingo (20) em GO
Fonte: Mundo Press

Deninho Casarini durante o Rally de inverno - Crédito: Nicolas Gavlak

Deninho Casarini durante o Rally de inverno – Crédito: Nicolas Gavlak

A Can-Am acelera no Rally dos Sertões com a meta de conquistar o quinto título consecutivo entre os UTVs. Para isso, a marca canadense aposta em nomes experientes do off-road e no principal lançamento da categoria, o Can-Am Maverick X3, que representa a escolha de 21 dos 35 veículos inscritos. A edição de 25 anos do evento será realizada de 19 a 26 de agosto entre Goiânia (GO) e Bonito (MS).

A disputa da categoria UTVs, como sempre, é um show à parte. O roteiro promete altas velocidades e 3.300 quilômetros de desafios, incluindo 1.999 de trechos cronometrados (especiais).

O paulista Deninho Casarini tem boas expectativas. “Eu estou muito bem preparado para o Sertões, assim como a equipe Casarini Can-Am. Eu sinto que esse será ‘o’ rali”, ressaltou o piloto. Ele conta com o navegador Luis Felipe Eckel. “O Sertões é uma prova longa e esta edição promete ser rápida e muito disputada. Estou bastante confiante. Vou competir com o Maverick X3 90% original de fábrica, já que é necessário fazer alguns reforços e ajustes de equipamentos para a prova.”

Atual campeão brasileiro de rally cross country, o goiano Enrico Amarante está de olho no bi. “As cinco primeiras etapas do Sertões valem como as finais do Campeonato Brasileiro da modalidade. Espero garantir o bicampeonato brasileiro e subir no pódio da categoria, na chegada do Rally dos Sertões em Bonito”, concluiu. O piloto vai competir com o navegador Fábio Pedroso.

Programação* – 25º Rally dos Sertões

19/8 (Sábado)
Das 9h às 10h – Carreata pelo centro de Goiânia (GO)
Das 10h30 às 14h – Prólogo na Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo (GO)
18h30 – Largada promocional no Autódromo de Goiânia (GO)

1ª Etapa – 20/8 (Domingo)
Goiânia (GO) – Goianésia (GO)
DI (Deslocamento inicial) – 221,87 km
TE (Trecho especial cronometrado) – 306,82 km
DF (Deslocamento final) – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km

2ª Etapa – 21/8 (Segunda-feira)
Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO) – ETAPA MARATONA
DI – 78 km
TE – 248 km
DF – 0 km
Total do dia: 326 km

3ª Etapa – 22/8 (Terça-feira)
Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)
DI – 0 km
TE – 297,06km
DF – 9 km
Total do dia: 306,06 km

4ª Etapa – 23/8 (Quarta-feira)
Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)
DI – 102,4 km
TE – 273,20 km
DF – 95,68 km
Total do dia: 471,28 km

5ª Etapa – 24/8 (Quinta-feira)
Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)
DI – 13,85 km
TE – 438,86 km
DF – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

6ª Etapa – 25/8 (Sexta-feira)
Coxim (MS) – Aquidauana (MS)
DI – 59,82 km
TE – 194,91 km
DF – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

7ª Etapa – 26/8 (sábado)
Aquidauana (MS) – Bonito (MS)
DI – 128,62 km
TE – 240,45 km
DF – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3.300,06 km
Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.